terça-feira, 13 de setembro de 2005

Professor Luluzinho pedirá a cassação de Fumando Gambeira

Deputado do Petê garante que Gambeira quebrou o decoro parlamentar ao afirmar que "transformam o país inteiro num puteiro"

Do enviado especial a uma festa muito, muito apimentada

O deputado professor Luluzinho (Petê-SP) garantiu hoje que vai pedir a cassação do também deputado Fumando Gambeira (Pevê-RJ) por quebra de decoro parlamentar. Segundo o congressista paulista, Gambeira fez acusações que não pode provar contra o governo e os parlamentares da base aliada quando lembrou Cazuza ao se defender das acusações de Severino. O deputado carioca simplesmente cantou: “Me chamam de ladrão, de bicha, maconheiro/ Transformam o país inteiro num puteiro / Pois assim se ganha mais dinheiro.”

Furioso, Luluzinho esbravejou: “Essa história de acusar o governo de transformar o país inteiro num puteiro é uma calúnia muito grave. Ele não tem condições de provar essa afirmação leviana porque isso não é verdade e falar sem provar é quebra de decoro. Estou certo que Gambeira terá o mesmo destino que Michael Jefferson."

Perguntado pelo jornalista que subscreve essa nota sobre as evidências de que ministros petistas e parlamentares da cúpula do partido andaram contratando eventos da célebre promotora Jeany Maria Cómer, dona da J Cómer promoção de eventos libidinosos S/A, Luluzinho foi enfático: "Uma coisa é um punhado de festinhas em que o pessoal pode ficar à vontade e aliviar o estresse, outra coisa totalmente diferente é falar que transformamos o país 'num puteiro'."

O parlamentar foi além e negou de forma definitiva os boatos de que parlamentares da CPIzza dos Correios têm em suas mãos cópias de uma fotografia em que ele aparece nu, com um charuto na boca e abraçado a duas garotas de reputação duvidosa, também nuas. "Isso também é uma calúnia. Quem disse que eu estava com um charuto na boca? Estão querendo arranhar minha reputação junto a meus eleitores. O que você acha que eles vão pensar de mim ao ouvirem que eu, com duas gostosonas daquelas do meu lado fiquei dando atenção pra um charuto. Meu negócio é outro, isso de charuto na boca é coisa pro Gambeira."


Luluzinho negou outro pilar da argumentação da oposição: "Como podem falar que o Petê transformou o país inteiro num puteiro? Ora, todo mundo sabe que um paisão imenso que nem o Brasil não cabe em dois andares de hotel. E também ninguém pode falar que o Petê promoveu putaria porque uma condição sine qua non para existir putaria é pagamento pelos serviços sexuais prestados. O Petê não pagou essa conta. Aliás, todo mundo também sabe que o Petê não anda pagando ninguém. Se alguém pagou foi esse tal de Calvus Valério, um agente infiltrado das elites que agora querem desestabilizar o governo e as famílias das autoridades.”

Nenhum comentário: