terça-feira, 2 de maio de 2006

Lulla, ministros e presidente da Petrobrais resolvem fazer greve de fome contra medida boliviana

DO ENVIADO ESPECIAL À CONFUSÃO MINISTERIAL DE BRASÍLIA

O presidente da república do Brasil disse hoje, após uma reunião com sua alta cúpula, que não aceita a decisão do governo da Bolívia de nacionalizar a exploração da gás natural e dar um prejuízo de US$ 1 bilhão na Petrobrais.

Mais do que depressa todos os 747 jornalistas que seguiam o presidente ansiosos por uma declaração bombástica perguntaram quais medidas o governo brasileiro tomaria contra a Bolívia. Alguns pediram sanções comerciais; outros sugeriram que o País expulssasse imediatamente todos os costureiros bolivianos do Brás, em São Paulo; houve ainda os que pediram mesmo que o Brasil invadisse a Bolívia por ar, terra e mar. Nesse momento, outro jornalista lembrou que a Bolívia não tem acesso ao mar e que por isso seria impossível invadi-la pelo mar.

Cansado de tanto pitaco, o presidente soltou logo a bomba. "Somos uma nação pacífica e como tal nunca tomaremos medidas bélicas contra um vizinho que não nos agrediu militarmente. Também não adotaremos sanções comerciais, afinal só compramos gás deles e é justamente o abastecimento de gás que queremos preservar. Dito isso tudo, nossa reunião deliberou que não resta nada fazer, a não ser começar já
uma greve de fome, a exemplo do que faz nossa colega Menininho. De hoje em diante eu, meus ministros e a diretoria da Petrobrais estamos em greve de fome até que o Evo Cocales lembre que somos amigos dele."

O presidente disse que começara a greve logo antes da reunião e que estava há pouco mais de três horas sem comer. Os primeiros exames médicos indicam que o presidente passa bem, apesar de já ter emagrecido 137,64 gramas.

5 comentários:

Anônimo disse...

Não pode nem tomar um chazinho de coca???

Solange Frazão disse...

Puxa vida, será que o Lulla e o Menininho não correm o risco de morrer perdendo esses quilinhos e graminhas??? Estão tão magrinhos...

Anônimo disse...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»

Anônimo disse...

Really amazing! Useful information. All the best.
»

Anônimo disse...

Really amazing! Useful information. All the best.
»