sábado, 21 de outubro de 2006

Lulla lidera intenção de “votos e vetos” com 3%; Zeraldo cai para -39%

Nova pesquisa do DataVítima utiliza os “vetos”, ou votos negativos

DO INSTITUTO DATAVÍTIMA

A nova pesquisa DataVítima, divulgada no Jornal Hoje deste sábado, aponta que Lulla Inácio “Luis” da Silva segue na frente do segundo turno com mais de 40 pontos percentuais na frente de Zeraldo Aidemin. O atual presidente tem 3% da intenção de votos, enquanto o ex-governador paulistano caiu para -39%.

A pesquisa é a primeira a levar em consideração o
novo sistema de votação, alterado pelo TrSE (Tribunal do Saco Escrotal) na quinta-feira. No segundo turno, o eleitor pode “votar” no candidato que preferir ou “vetar” o que odiar. Um veto funciona como “-1 voto”, ou seja, um voto negativo, que anula outro voto desse candidato.

Analistas do Instituto de Pesquisa DataVítima apontam que o elevado número de "vetos negativos" - quase duas vezes superior ao dos "votos positivos" - mostra que a decisão do TrSE foi acertada e já recebeu respaldo popular.

Contagem de votos e vetos
Para a elaboração da nova pesquisa, foi criada uma revolucionária metodologia de entrevista de eleitores:
- Pesquisadores apresentavam aos entrevistados dois cartões, um com a foto do candidato Lulla e outro com a de Zeraldo.
- Se o candidato apontasse para um deles, era considerado um “voto positivo” para o candidato.
- Se ele rasgasse uma das fotos, era computado um “veto negativo” para o candidato cuja foto foi destruída.
- Se o entrevistado rasgasse as duas, saísse correndo ou começasse a chorar, seu voto era considerado como nulo, branco ou indeciso, respectivamente.

2 comentários:

Anônimo disse...

John, vc está levando este blog nas costas! Parabéns!

Ass: anonymous

Guto disse...

lol
eu me mato rindo com essas noticias hahhaa
parabens ae cara