sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

Pinel de Primeira

A Primeira Vítima orgulhosamente estréia a coluna “Pinel de Primeira”, com singelas notinhas do mundo político. O leitor terá no espaço as mais-mais da galera que é o nosso orgulho nacional.

Toda e qualquer informação aqui publicada passará necessariamente pelo crivo do “Manual de Redação, Deveres e Procedimentos d´A Primeira”, cuja conta corrente que garante o direito de reposta encontra-se na página 3.

A qualidade do trabalho terá guarida na postura irretocável do maior jornalista do Brasil, do Mundo e de Santo André e região, Olvídio Mor Horelhãns, cujo lema de vida é “sem ética, não há ética”.

*********************

Programação. Deputados da base oportunista dizem à boca pequena que o segundo mandato cheira mais a “pequenas empresas, grandes negócios” do que “fala que eu te escuto”.

Sempre alerta. Um dos mais experientes copeiros da Câmara disse que ouviu um dos mais antigos cozinheiros da Casa afirmando que um velho motorista de lá falou que não ouviu nada.

Dando exemplo 1. Depois de dois anos de pontualidade britânica, um office-boy chegou oito segundos atrasado no gabinete de um senador e sofreu um desconto de 97% no pagamento.

Dando exemplo 2. O senador argumentou que é de pequenino que ser torce o pepino. Ele cumpre religiosamente o seu compromisso no Congresso todas as quartas-feiras das 14 às 16h.

Sem fio. Um governador eleito telefonou para um colega reeleito, que entrou em contato com outro que conquistou novo mandato, que acabara de falar com um estreante no cargo.

Beicinho. Um ocupante do primeiro escalão confidenciou a amigos, parentes, ao porteiro do prédio e ao cabeleireiro que não fica no posto porque não deu nenhuma voltinha no Aerolulla.

Sem ágio. Ao ser procurado por representantes de uma grande empreitada, um parlamentar da enrolação negou aceitar R$ 1 milhão. “Trabalho somente com o preço de tabela”, alegou.

2 comentários:

Anônimo disse...

esse olvídio é mesmo um gênio da raça...

cocota do planalto

annie disse...

Hahahaha!

Sensacional o top colunismo!