segunda-feira, 24 de abril de 2006

Lulla lança livro em resposta a FHC

A Primeira Vítima tem acesso exclusivo – como lhe é peculiar – ao material, cuja preocupação maior foi manter a descontração no linguajar

Por Olvídio Mor Horelhãns, após ler a denúncia do procurador

“Lulla lá e os 40 amigões”. Esse é título da mais recente obra pensada, escrita e executada pelo presidente Lulla. Trata-se de um recorte da realidade compreendida desde as primeiras tratativas para a campanha eleitoral de 2002 até os mais recentes acordos para o pleito que se avizinha.

O presidente nega, mas a reportagem de A Primeira Vítima descobriu que o livro foi produzido em tempo recorde: 18 segundos. As mesmas línguas afirmam ainda que Lulla ficou irritado com este noticioso por promover uma obra de Ferrando Henriquieto Caroço na estréia da seção “
Dicas de Primeira: Livros”.

“Ele [o presidente] leu a matéria [em A Primeira], deu um soco na mesa [imagem utilizada corriqueiramente nos textos do noticioso], disse “aí”, chacoalhou a mão devido à dor e chamou seus assessores. Ditou alguns tópicos e orientou: ‘Agora é com vocês, rapazes’”, detalhou o revisor do manuscrito que pediu para não ser identificado com medo de represálias de lingüistas de todo o país.

“Eu sabia”
Demonstrando apreço por A Primeira Vítima, o presidente incluiu na sua obra a
entrevista concedida ao noticioso em que revela que sabia e que dá detalhes do esquema. “Lulla lá e os 40 amigões” está dividido em 180 capítulos, referência direta às novelas das oito. Possui 5.111 páginas, com fotos de viagens nacionais (umas duas ou três) e internacionais (um montão delas), frases e metáforas, sobretudo futebolísticas.

Os amigões recebem capítulos especiais. O presidente pediu pra gente não adiantá-los porque quer fazer uma surpresinha pra rapaziada. O lançamento, pela editora Companhia das Quadrilhas, está previsto para junho, na sede no Partido dos Truta (Ptr), na capital paulista. Na oportunidade, haverá um jantar, cujos convites saem por R$ 2.000, o mais em conta, e o mais caro, só Deus sabe.

2 comentários:

Anônimo disse...

Faltou complementar que a revisão gramatical da obra foi feita pelo Dilúvio Zoares e que a capa do livro está ilustrada com a foto da Land Rover do Zilvinho Ferreira!

Anônimo disse...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»