quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Pinel de Primeira: Propostas radicais

Eleições para Câmara e Senado empolgam parlamentares

Por Olvídio Mor Horelhãns

Em Brasília não se fala em outra coisa: eleições. No caso, às presidências da Câmara e do Senado. No exercício pleno do acesso democrático aos meios de comunicação, A Primeira Vítima abre espaço aos quatro postulantes à presidência da Câmara e aos dois à do Senado a fim de divulgarem propostas e debaterem ideias (sim, a palavra é sem acento graças à porra do Novo Acordo Ortográfico).

Por uma questão de transparência, o noticioso informa que cobrou o preço de tabela. O desgraçado que não depositar a participação democrática até o final do expediente bancário de hoje será contemplado com singelas materinhas de denúncias e mais denúncias já a partir de amanhã. Simples assim.

Alto Consuelo (PC do B, do C e também do D-SP) – “Vou instalar o ‘presidente por um dia’ aqui na Câmara. É um programa para acomodar aliados. Foi muito legal quando o presidente Luiz Lulla fez isso comigo. Quero que os colegas experimentem a mesma emoção que eu já senti. Inesquecível, mesmo.”

Michael Treme (PMDoB-SP) – “Temendo as ameaças da patroa, prometo - sem deixar de manifestar o contragosto - limitar o número amantes por parlamentar. Precisamos ter mais energia às votações. A medida é pra sossegar o facho dos meus colegas. Tá demais.”

Osmar Serr’alho (PMDoB-PR) – “Para marcar posição contrária ao meu colega de partido, o nobre deputado Treme, vou criar o ‘auxílio viagra’ para injetar ainda mais ânimo nos colegas. Devemos liberal geral, de modo que o parlamentar possa gozar muuuuuuuuuuuuuito... o mandato na sua plenitude.”

Ciro Bobeira (PqP-PI, é isso mesmo que você pensou) – “Sou um moralizador, como a sociedade deseja. Criarei um índice de produtividade de atuação parlamentar, o IPAP. É simples: o deputado que afirmar que pensou em pensar um projeto de lei recebe 10% a mais no salário. Já aquele que pensar em algo, o índice dobrará.”

Garibaldo Aves (PMDoB-RN) – “Na busca pela minha legítima reeleição, quero dizer que irei defender o Senado com todas as minhas forças. Todas. Nenhum colega meu será devidamente esculachado pela imprensa impunemente. Jamais. Reagiremos com vigor a toda verdade publicada, doa a quem doer! (gosto de encerrar assim as minhas falas...)”

Tião Sacana (PTr-AC) – “Lutarei pela autonomia do Senado. Não devemos estar a reboque das medidas provisórias que vêm do Palácio do Planalto. Somos homens honrados, que conquistamos a duras penas nosso mandato. Mando um recado direto e firme ao presidente, como prova de minha total autonomia: Lulla, você é um bobão, comedor de sabão.”

Um comentário:

Ana disse...

Sensacional! Estava com saudade de ver posts novos por aqui!